Que Dia Vai Ser O Segundo Turno

O 2º turno das Eleições 2022 acontece no domingo dia 30 de Outubro e além da escolha do próximo Presidente da República, as eleitoras e os eleitores do Estado de São Paulo elegerão também o próximo governador.

Data do Segundo Turno das Eleições

No dia 6 de Outubro ocorrerão as eleições, que incluem o segundo turno para a escolha dos prefeitos. Esse processo serve como um mecanismo de desempate entre os candidatos que obtiverem pelo menos metade dos votos válidos, excluindo-se os votos em branco e nulos.

Data Prevista para o Segundo Turno das Eleições 2024

Não está familiarizado com o significado de cada uma das datas mencionadas acima? Não se preocupe, elaboramos uma lista com descrições breves sobre a função de cada um dos eventos que ocorrerão nas eleições de 2024. Confira:

Agendas e Deliberações Públicas (23 a 25 de Janeiro)

Durante os dias 23 e 25 de janeiro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) irá realizar audiências públicas para debater e aprovar resoluções relacionadas às eleições municipais. Essas resoluções têm como objetivo orientar as condutas a serem seguidas durante todo o processo eleitoral.

Período de Janela Partidária: 7 de Março a 5 de Abril

Durante a janela partidária, que ocorre entre os dias 7 de março e 5 de abril, os vereadores têm a possibilidade de mudar de partido sem perder o mandato.

Os partidos políticos devem registrar seus estatutos até o dia 6 de abril. Este é também o prazo para que os candidatos estejam com domicílio eleitoral na localidade em que irão concorrer e tenham sua filiação partidária aprovada.

Data do Segundo Turno (8 de Maio)

É importante que as solicitações de título de eleitor, transferência de domicílio e alterações de local de votação sejam realizadas até o dia 8 de maio. É necessário também regularizar quaisquer pendências eleitorais dentro desse prazo.

Data do Encerramento do Cadastro Eleitoral (9 de Maio)

O registro de eleitores é finalizado 150 dias antes das eleições, em 9 de maio, sem a possibilidade de novas inscrições ou transferências.

Data do Segundo Turno: Quando Será?

A partir do dia 15 de maio, os pré-candidatos estão autorizados a iniciar suas campanhas de arrecadação de recursos por meio do financiamento coletivo, seguindo as diretrizes estabelecidas para a propaganda eleitoral online.

Confirmação da Data do Teste de Segurança da Urna (15 a 17 de Maio)

De 15 a 17 de maio, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estará realizando a verificação do Teste Público de Segurança da Urna (TPS), que foi conduzido anteriormente, com o objetivo de corrigir as questões identificadas.

You might be interested:  Acompanhe o jogo entre São Paulo Futebol Clube e América-MG em tempo real

Pré-Candidatos na Mídia (30 de Junho) – Quando Será o Segundo Turno?

A partir do dia 30 de junho, os pré-candidatos que possuem programas de TV e rádio não poderão mais utilizá-los para divulgar suas campanhas eleitorais.

Restrições aos Agentes Públicos (6 de Julho)

A partir do dia 6 de julho, está vedada a realização de nomeações, exonerações e contratações por parte dos agentes públicos, bem como sua participação em inaugurações de obras públicas.

No Brasil, as convenções partidárias são autorizadas a ocorrer entre os dias 20 de julho e 5 de agosto. É importante destacar que o prazo para registro das candidaturas encerra-se no dia 15 de agosto.

Data do Segundo Turno: Quando Acontecerá?

A divulgação de campanhas políticas pode começar a partir do dia 16 de agosto, logo após o processo de registro das candidaturas.

Data do Segundo Turno das Eleições (30 de Agosto a 3 de Outubro)

A transmissão gratuita de propaganda eleitoral na televisão e no rádio ocorre entre os dias 30 de agosto e 3 de outubro, antes do primeiro turno das eleições.

Segundo Turno: Data a ser Determinada

A partir do dia 21 de setembro, os candidatos somente poderão ser presos em flagrante. Já os eleitores não poderão ser detidos a partir do dia 1º de outubro, exceto em situações específicas.

Data do Segundo Turno: Qual será?

No dia 6 de outubro, terão início as eleições municipais para a seleção dos prefeitos e vereadores das cidades.

Data do Segundo Turno: 27 de Outubro

No dia 27 de outubro, cidades com mais de 200 mil eleitores podem realizar um segundo turno caso nenhum candidato a prefeito consiga obter a maioria absoluta dos votos válidos no primeiro turno.

Quem foi o presidente eleito na Argentina?

– Data da eleição: domingo, 19 de novembro de 2023

– Candidato eleito: Javier Milei

– Percentual dos votos obtidos pelo candidato: 55%

– Horário da divulgação inicial da apuração parcial: às 17h32

– Última atualização dos resultados: em20novembrode2023às13h56

Onde ocorrerá o segundo turno das eleições?

Em municípios com mais de 200 mil habitantes, é possível ocorrer um segundo turno das eleições caso haja empate entre dois candidatos. Isso significa que nenhum dos concorrentes obteve metade dos votos válidos, excluindo os votos em branco e nulos.

No ano de 2024, o Brasil poderá vivenciar um marco histórico: mais de 100 cidades terão a possibilidade de realizar eleições em segundo turno. A região Sudeste é responsável pela maior parte dessas localidades, abrigando 52 municípios com uma população superior a 200 mil habitantes.

Qual é a orientação política do novo presidente da Argentina?

Javier Milei, um economista de 53 anos, ganhou a disputa eleitoral com o apoio da ex-ministra de Segurança Patricia Bullrich e seu eleitorado. Assim como o ex-presidente Maurício Macri, que também se opôs ao peronismo durante seu governo, Milei representa a extrema-direita na Argentina. Ele se descreve como “anarcocapitalista” e faz parte da coalizão conservadora La Libertad Avanza.

Na recente disputa eleitoral na Argentina, Javier Milei emergiu vitorioso com o apoio de Patricia Bullrich e seus seguidores. Sua ideologia política é semelhante à do ex-presidente Maurício Macri, conhecido por sua postura contrária ao peronismo durante seu mandato.

2) Descrição do candidato:

Javier Milei é um economista de 53 anos que se autodenomina “anarcocapitalista”. Essa corrente política defende a mínima intervenção estatal na economia e uma sociedade baseada no livre mercado. Com suas ideias radicais, Milei conquistou espaço dentro da coalizão conservadora La Libertad Avanza.

You might be interested:  Benefícios da Canela de Velho

3) Apoio político:

Patricia Bullrich foi ministra de Segurança durante o governo Macri e tem uma base eleitoral semelhante à dele. Seu respaldo foi fundamental para impulsionar a campanha de Milei. O fato de ambos compartilharem posições contrárias ao peronismo fortaleceu ainda mais essa aliança política.

Com o suporte político necessário e uma plataforma ideológica que atraiu muitos eleitores, Javier Milei se tornou o representante da extrema-direita na Argentina. Sua vitória nas eleições reflete a crescente influência desse movimento no país e destaca a polarização política existente entre diferentes correntes de pensamento.

Data do Segundo Turno: Quando Vai Acontecer?

A segunda etapa da eleição ocorrerá em 27 de Outubro, nas localidades onde houver um empate entre dois concorrentes que não tenham alcançado a marca de 50% dos votos válidos.

Número de derrotas eleitorais de Lula para a presidência

Em 1989, o candidato participou pela primeira vez das eleições presidenciais do Brasil. No entanto, ele não conseguiu vencer no segundo turno e perdeu para Fernando Collor de Mello. Nas duas vezes seguintes em que concorreu à presidência, em 1994 e 1998, também não obteve sucesso nas urnas no primeiro turno, sendo derrotado por Fernando Henrique Cardoso.

– As eleições ocorrem em dois turnos quando nenhum candidato recebe mais da metade dos votos válidos no primeiro turno.

– Em caso de segundo turno, os dois candidatos mais votados na primeira etapa se enfrentam novamente para definir quem será o próximo presidente.

Quem é o presidente mais recente do Brasil?

1. Deodoro da Fonseca – 1889-1891

2. Floriano Peixoto – 1891-1894

3. Prudente de Morais – 1894-1898

4. Campos Sales – 1898-1902

5. Rodrigues Alves – 1902-1906 e 1918 (mandato interrompido pela doença)

6. Afonso Pena – 1906-1909

7. Nilo Peçanha – 1909-1910 (assumiu após a renúncia de Afonso Pena)

8. Hermes da Fonseca – 1910-1914

9. Venceslau Brás Pereira Gomes – 1914–1922 

10.Rodrigues Alves – 1922–1926

Presidente eleito no primeiro turno

Observação: Foi o primeiro Presidente eleito pelo voto popular depois de 25 anos de regime de exceção. Seu curto período de Governo foi marcado por escândalos de corrupção, o que levou a Câmara dos Deputados a autorizar a abertura do processo de Impeachment em 02.10.1992 e Collor foi afastado do poder.

P.S.: O impeachment é um procedimento político-jurídico previsto na Constituição brasileira para destituir um presidente da República caso haja comprovação de crimes ou infrações graves cometidas durante seu mandato. No caso específico do ex-presidente Fernando Collor, as denúncias envolvendo esquemas ilícitos e desvio de recursos públicos foram fundamentais para sua queda.

Após assumir a presidência em março de 1990, Fernando Collor enfrentou uma série de dificuldades políticas e econômicas no país. Sua gestão ficou marcada pela implementação do Plano Collor, que tinha como objetivo combater a inflação através do confisco das poupanças dos brasileiros.

No entanto, além das medidas impopulares adotadas pelo governo, surgiram diversas denúncias sobre corrupção envolvendo pessoas próximas ao presidente. Essas acusações ganharam força quando o irmão mais novo dele, Pedro Collor, concedeu entrevistas à imprensa revelando detalhes sobre os esquemas ilegais praticados dentro da administração pública.

Diante dessas revelações chocantes e da pressão popular crescente por justiça e transparência política, a Câmara dos Deputados decidiu abrir o processo de impeachment contra Fernando Collor em 02 de outubro de 1992. Esse foi um momento histórico para o Brasil, pois representou a primeira vez que um presidente eleito pelo voto popular era afastado do poder.

You might be interested:  CST PIS e COFINS no Simples Nacional: Entenda as particularidades do regime tributário simplificado

P.S.: O processo de impeachment é uma ferramenta importante para garantir a responsabilização dos governantes e preservar os princípios democráticos. No caso específico do ex-presidente Fernando Collor, sua queda marcou o início de uma nova era política no país, com maior vigilância sobre as práticas governamentais e combate à corrupção.

A chegada de Milei ao poder

No dia 19 de novembro, o economista e líder da ultradireita argentina, Javier Milei, foi eleito presidente com uma margem de 55% dos votos. Sua vitória nas urnas marcou um momento histórico para a Argentina, já que sua plataforma política prometia mudanças significativas na economia do país.

Após a confirmação de sua eleição, Milei foi empossado como presidente neste domingo em uma cerimônia solene. O evento contou com a presença de diversos presidentes e líderes estrangeiros que vieram prestigiar o novo mandatário argentino. Entre eles estavam Viktor Orbán, primeiro ministro da Hungria, e o presidente da Ucrânia.

A posse de Milei representa um ponto crucial na história política argentina. Sua ascensão ao poder marca uma guinada à direita no país sul-americano e traz consigo expectativas tanto positivas quanto negativas por parte da população. Enquanto seus apoiadores veem nele um líder capaz de implementar reformas econômicas necessárias para impulsionar o crescimento do país, seus críticos temem retrocessos nos avanços sociais conquistados ao longo dos anos.

Com seu discurso inflamado durante a campanha eleitoral e suas propostas radicais para enfrentar os desafios econômicos do país, Javier Milei se tornou uma figura polarizadora dentro da sociedade argentina. Agora cabe a ele provar que é capaz de governar com eficiência e cumprir as promessas feitas aos seus eleitores.

Novo presidente argentino em 2024?

No último domingo (19), o economista Javier Milei, do partido La Libertad Avanza, foi eleito presidente da Argentina. Sua vitória nas urnas representa uma mudança significativa no cenário político do país sul-americano. Com uma plataforma baseada em princípios liberais e defesa da livre iniciativa econômica, Milei conquistou a confiança dos eleitores argentinos que buscavam alternativas aos tradicionais partidos políticos.

A ascensão de Milei ao cargo máximo do governo argentino reflete a insatisfação popular com as políticas adotadas pelos governos anteriores, marcados por altos índices de inflação, desemprego e instabilidade econômica. Seu discurso enfático em favor das reformas estruturais necessárias para impulsionar o crescimento econômico e melhorar a qualidade de vida da população ressoou entre os eleitores.

P.S.: A eleição de Javier Milei como presidente da Argentina marca um novo capítulo na história política do país. Resta agora acompanhar atentamente as medidas que serão implementadas pelo novo governo e seus impactos na economia argentina nos próximos anos.

Total de ganhos de Milei

Alberto Fernández ganhou 6,4 milhões de votos e derrotou Sergio Massa em 20 das 23 províncias argentinas e na capital Buenos Aires, que é uma cidade autônoma. A seguir está a lista das províncias onde Alberto Fernández venceu:

1. Buenos Aires

2. Catamarca

3. Chaco

4. Chubut

5. Córdoba

6. Corrientes

7. Entre Rios

8. Formosa

9. Jujuy

Além dessas nove províncias, Alberto Fernández também obteve vitória nas seguintes regiões:

10.Cidade Autônoma de Buenos Aires

Essa foi uma conquista significativa para o candidato, demonstrando um amplo apoio popular em várias partes do país durante as eleições presidenciais da Argentina.

É importante ressaltar que Sergio Massa conseguiu vencer em três províncias argentinas: La Pampa, Mendoza e San Luis.

Com base nesses resultados eleitorais expressivos, fica evidente o favoritismo de Alberto Fernández para se tornar o próximo presidente da Argentina no segundo turno das eleições presidenciais.

By Katy