Quais os benefícios da hortelã-pimenta?

Planta pode ser utilizada para dores intestinais, musculares, entre outras doenças ; preparo mais comum é em chás e cosméticos. Dentre as mais de 25 espécies do gênero Mentha, a hortelã-pimenta (Mentha piperita) é uma das mais conhecidas.

Qual a contra indicação do chá de hortelã-pimenta?

Hortelã vai além de calmante natural – Clínica de Oncologia e Infusão de Medicamentos A hortelã comum, conhecida cientificamente como Mentha spicata, é uma planta medicinal e aromática, com propriedades que ajudam a tratar problemas digestivos, como má digestão, enjoo ou vômitos, por exemplo, e também tem efeitos calmantes e expectorantes.

• Aliviar alterações digestivas, pois esta planta tem efeito anti-espasmódico, capaz de diminuir cólicas intestinais e alterações digestivas, e anti-emético, aliviando náuseas e vômitos; • Facilitar a digestão e diminuir a azia, por ativar a produção de bile e melhorar a função do sistema digestivo; • Ajudar a aliviar a febre, principalmente quando associado com gengibre, pois estimula a circulação; • Combater a dor de cabeça, por ser vasodilatador e capaz de ativar a circulação; • Diminuir sintomas de estresse, ansiedade e agitação por ter efeitos tranquilizantes; • Agir como antisséptico, capaz de dificultar o crescimento de bactérias e amebas no trato digestivo; • Ajudar a tratar gripes e resfriados, pois contém ácido ascórbico, mentol e tinol em sua composição, tendo uma ação expectorante e descongestionante.

Além disso, esta planta é rica em vitaminas A e C, e minerais, como ferro, cálcio, fósforo e potássio, com propriedades antioxidantes e estimuladoras da imunidade. Possíveis efeitos colaterais Os efeitos colaterais da hortelã podem incluir alterações no ritmo intestinal, como diarreia ou prisão de ventre, ou reações de alergia, com sintomas como vermelhidão, coceira e urticária na pele. Quem não deve usar A hortelã deve ser evitada por pessoas com refluxo grave ou hérnia de hiato, além de grávidas, mulheres a amamentar e crianças com menos de 5 anos.

Quais os benefícios do hortelã para o fígado?

Além disso, o chá de hortelã ajuda a estimular a produção de bile no fígado, que é fundamental para a digestão e absorção dos nutrientes e até para reduzir a gordura no fígado.

Pode tomar hortelã-pimenta todos os dias?

Número para marcação de consultas, disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local. Atualizado em agosto 2023 Revisão clínica: Tatiana Zanin Nutricionista A hortelã-pimenta é uma planta medicinal e erva aromática que possui propriedade antimicrobiana, descongestionante, anti-inflamatória, antioxidante e analgésica, podendo ser usada para auxiliar no tratamento de problemas de estômago, dor e inflamação dos músculos, dor de cabeça e enjoo.

O nome científico da hortelã-pimenta é Mentha piperita e pode ser comprada em lojas de produtos naturais, farmácias de manipulação e em alguns mercados e feiras livres, e pode ser comprada na forma natural ou sob a forma de sachês para fazer chás ou infusões, ou na forma de cápsulas ou de óleos essenciais.

A hortelã-pimenta deve ser usada com moderação, pois o seu uso em excesso pode causar reações de alergia ou mesmo a irritação das mucosas do estômago. Além disso, as cápsulas e os óleos essenciais de Hortelã-pimenta apenas devem ser usados sob indicação médica.

Pode tomar o chá de hortelã-pimenta à noite?

Além disso, o chá de folhas de hortelã também ajuda a proporcionar uma noite de sono tranquila, especialmente se combinado com outras ervas calmantes como a camomila ou a lavanda.

Quem não deve usar hortelã?

Quem não deve usar. A hortelã deve ser evitada por pessoas com refluxo grave ou hérnia de hiato, além de crianças com menos de 5 anos, pois o mentol que constitui a hortelã pode causar falta de ar e asfixia.

Qual é a diferença entre hortelã e hortelã-pimenta?

Qual a diferença entre hortelã e hortelã – pimenta? O sabor e os benefícios. Segundo a profissional de nutrição, a hortelã tem o gosto mais doce, devido à sua origem, e diferentemente da pimenta, é utilizada como repelente natural. Já a hortelã – pimenta é mais refrescante e pode ser usada como descongestionante.

Quem tem pressão alta pode tomar chá de hortelã-pimenta?

Você pode contar com a hortelã (Mentha piperita) na hora de aplacar incômodos no estômago e problemas digestivos sem gravidade. Os óleos que ela contém, sobretudo o mentol e a mentona, relaxam os músculos lisos que revestem o trato intestinal, aliviando cólicas.

Assim, o chá de hortelã se mostra um grande aliado para a saúde. O mentol, por sua ação descongestionante e fluidificadora de muco, é um componente importante em medicamentos para resfriados e tosses. A hortelã também é um excelente ingrediente em tratamentos caseiros contra coceira e irritação na pele.

Um pouco de história Segundo a mitologia grega, quando o deus Hades, ou Plutão, apaixonou-se pela ninfa Minta, a esposa dele, Perséfone, teve um violento ataque de ciúmes e puf! Então, transformou Minta na planta que hoje conhecemos como hortelã, ou menta.

Inspirado pelo romance mitológico, o filósofo grego da Antiguidade Teofrasto deu à erva seu nome botânico, Mentha. Nos primórdios, os romanos usavam a hortelã como ingrediente culinário, e os gregos, como revigorante, em função muito semelhante à dos sais de cheiro. Nicholas Culpeper, um grande ervanário inglês do século XVII, considerava a hortelã “excepcionalmente boa” para tratar, mais ou menos, 40 problemas de saúde diferentes.

Por isso, ele costumava recomendar seu uso inclusive para dores de cabeça – em 1994, a eficácia da hortelã para esse fim foi confirmada por um pequeno estudo. Mais de 100 componentes já foram identificados na hortelã. Porém, como acontece com todas as plantas medicinais, sua composição exata varia um pouco, dependendo do local e das condições de cultivo e da variedade da planta – existem centenas de tipos de hortelã.

Em geral, ela contém um óleo volátil chamado mentol, que relaxa espasmos intestinais, alivia dor abdominal e age como descongestionante e analgésico tópico. Ela também contém os flavonoides rutina, luteolina, hesperidina e eriocitrina, que têm propriedades antivirais e antioxidantes. Como auxílio à digestão, dificilmente outra erva é páreo para a hortelã, embora poucos estudos clínicos tenham sido feitos com ela.

Entretanto, em vez de estudar a erva em si, a maioria dos estudos se concentrou no óleo de hortelã e em seu poder de aliviar sintomas da síndrome do intestino irritável (SII). Mais recentemente, pesquisadores da Universidade de Ciências Médicas de Teerã dividiram um grupo de 90 pessoas com SII: a um deram placebo e a outro, uma cápsula com revestimento especial e de liberação lenta contendo óleo de hortelã, três vezes ao dia durante oito semanas.

  • Ao fim do estudo, 14 pessoas que tomaram o óleo de hortelã relataram não sentir mais dor nem desconforto.
  • Em outro estudo, realizado em Taiwan, os pacientes com SII que tomaram uma cápsula de óleo de hortelã 15 a 30 minutos antes das refeições apresentaram significativa redução no inchaço, nos roncos no estômago e gases.
You might be interested:  Salário Minimo 2022

Em alguns casos, a dor abdominal foi reduzida ou desapareceu totalmente. Hortelã x menta: qual a diferença? A menta e a hortelã são espécies diferentes de plantas do mesmo gênero. Ambas são plantas da família Lamiaceae, do gênero Mentha. Mentha piperita é o nome científico da hortelã e Mentha spicata, o da menta.

  • Atualmente, existem na natureza entre 25 a 30 espécies naturais de plantas desse gênero, sem contar as que são sintetizadas de forma artificial em laboratório.
  • As espécies desse gênero comumente cruzam entre si, o que faz com que seja bastante fácil acabar confundindo as duas.
  • Embora o sabor das duas plantas sejam bastante parecidos, a hortelã costuma ser a mais usada na cozinha, em pratos como o quibe e o tabule, por exemplo.

Em termos visuais, a folha da hortelã costuma parecer mais áspera, com um verde-escuro mais intenso e um caule mais para a cor roxa. Já a menta costuma ter uma folha mais lisa e com um formato um pouco mais pontiagudo. Como plantar hortelã Cultivar hortelã é fácil.

  • Aliás, facílimo.
  • Especialistas recomendam que se plante essa erva em vasos em vez de canteiros, já que seus pés tendem a dominar todo o espaço.
  • O pé de hortelã gosta de Sol direto ou indireto e de terra argilosa.
  • Use as folhinhas para fazer chá, aromatizar água gelada, salpicar no sorvete ou em vegetais e refogados rápidos.

Benefícios do chá de hortelã Saiba para que serve o chá de hortelã e conheça melhor suas incríveis propriedades logo abaixo: O chá de hortelã apresenta diversas propriedades medicinais, incluindo auxílio na digestão. Auxilia no bom funcionamento do trato digestivo O chá de hortelã pode ajudar a aliviar sintomas de desconfortos digestivos, como gases e indigestão.

Estudos indicam que a hortelã possui propriedades que ajudam a relaxar o sistema digestório e que podem aliviar a dor. Para pessoas com síndrome do intestino irritável, o chá de hortelã pode apresentar um alívio momentâneo dos sintomas mais desconfortáveis. Além disso, ele também pode ajudar na contenção de náuseas e vômitos.

Ajuda a aliviar dor de cabeça e enxaqueca Como a hortelã atua como relaxante muscular e analgésico, o chá de hortelã pode ajudar a diminuir certos tipos de dores de cabeça. O mentol presente na hortelã aumenta o fluxo sanguíneo e proporciona uma sensação de resfriamento, possivelmente aliviando a dor.

Ajuda no bom hálito Há um motivo pelo qual a hortelã é um ingrediente e sabor comuns em pastas de dente, enxaguantes bucais e chicletes. Além de seu cheiro agradável, a hortelã tem propriedades antibacterianas que ajudam a matar os germes que causam a placa dental. Manter uma boa higiene bucal, bem como tomar chá de hortelã regularmente, pode ajudar na manutenção do bom hálito.

Alivia sintomas de rinite e sinusite A hortelã tem propriedades antibacterianas, antivirais e anti-inflamatórias. Por causa disso, o chá de hortelã pode combater o entupimento dos seios da face devido a infecções, resfriado comum e alergias. Além disso, pesquisas demonstram que o mentol – um dos compostos ativos da hortelã-pimenta – melhora a percepção do fluxo de ar na cavidade nasal.

Portanto, o vapor do chá de hortelã pode ajudar na sensação de que a respiração está mais fácil. Ajuda a ter mais energia O chá de hortelã pode melhorar os níveis de energia e reduzir a fadiga diurna. Os compostos naturais da hortelã podem ter efeitos benéficos sobre a energia do corpo de uma maneira geral.

A aromaterapia com óleo de hortelã, por exemplo, reduz a incidência de sonolência diurna. O mesmo se aplica ao chá de hortelã. Auxilia no alívio das cólicas menstruais Como a hortelã atua como um relaxante muscular, ela pode aliviar as cólicas menstruais.

  1. Embora o chá de hortelã não tenha sido estudado para esse efeito, foi demonstrado que os compostos da hortelã melhoram os sintomas mais graves do período menstrual.
  2. É possível que o chá de hortelã tenha efeitos semelhantes.
  3. Quem não deve tomar chá de hortelã Embora seja incomum acabar consumindo muito mentol bebendo chá de hortelã, esta substância não deve ser ingerida por pessoas com certas condições de saúde.

Antes de adicionar o chá de hortelã ao seu dia a dia, é importante conversar com um profissional de saúde caso você apresente algumas das questões listadas abaixo: • Azia: A hortelã pode ajudar na digestão e nas dores de estômago, mas pode piorar o refluxo ácido.

  • Se você sofre com refluxo ou com azia constante, pode ser bom evitar o chá de hortelã.
  • Interação medicamentosa: A hortelã pode interagir com certos medicamentos.
  • O chá de hortelã não deve ser tomado com imunossupressores, uma classe de medicamentos administrada por pacientes transplantados de órgãos.

Também pode reduzir o efeito de medicamentos metabolizados no fígado ou medicamentos que reduzem a acidez estomacal. Alguns estudos mostram que a hortelã também pode baixar a glicose no sangue e a pressão arterial, por isso, o chá não é recomendado para pessoas que tomam medicamentos para diabetes ou com problemas de pressão arterial.

  1. Além disso, pessoas que apresentam pedras nos rins também devem evitar o consumo do chá.
  2. A hortelã pode ajudar a promover uma boa função renal, mas não é recomendada para pessoas com pedras nos rins.
  3. Por fim, também não é recomendado que mulheres gestante tomem chá de hortelã, por ainda não haver evidências suficientes de que ele é seguro o suficiente para essa condição.

(Fonte: Seleções) Comente, QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA TERÇA-FEIRA! /*–*/

Qual é a planta que limpa o fígado?

29/11/2012 O Uxi Amarelo (Endopleura uchi), planta da região amazônica, pode ser usado no tratamento da esteatose hepática, doença popularmente conhecida como gordura no fígado.

Quais são as vitaminas do hortelã-pimenta?

É rico em Vitamina C, vitamina B e Vitamina D e minerais como Magnésio, Ferro, sódio e Potássio. Benefícios da Hortelã para as funções digestivas: A Hortelã ajuda no fortalecimento dos órgãos digestivos e auxilia em uma digestão eficiente.

Pode comer hortelã-pimenta cru?

A hortelã é uma planta muito popular por estar presente em chicletes, balas, drinks (como o mojito) e ser usada como tempero. Ela ajuda na digestão, a diminuir flatulências e a irritação no cólon, além de contar com ação expectorante. Existem diversas espécies de hortelã, somando mais de 25 tipos.

As mais conhecidas no Brasil são Mentha Piperita, e a Mentha Spicata, mas também contamos com a Hyotis crenata. A diferença entre as espécies está no formato das folhas, dos caules, da coloração, do odor e do sabor. A hortelã é rica em diversos nutrientes. A folha possui boas quantidades de vitamina A, nutriente que é essencial para os olhos e a pele, previne infecções e tem forte ação antioxidante.

As vitaminas do complexo B também estão presentes no alimento. Elas agem no metabolismo da glicose, dos ácidos graxos e aminoácidos, ou seja, ajuda o organismo a utilizar essas substâncias com eficiência. Além disso, são importantes para o desenvolvimento e manutenção do sistema nervoso.

Evita a má digestão Reduz os gases Melhora a Síndrome do Intestino Irritável Tem ação expectorante

Confira com mais detalhes cada um destes benefícios: Evita a má digestão: A hortelã ajuda na digestão, porque reequilibra a produção e concentração de ácido clorídrico estomacal e das enzimas digestivas que são essenciais para a apreensão dos nutrientes.

Além disso, a planta é fundamental na cicatrização da mucosa gástrica e intestinal. Portanto, o alimento também ajuda em casos de enjoos. Reduz os gases : Especialmente o chá de hortelã-pimenta ajuda a reduzir os gases. Isto porque esta planta medicinal possui propriedades que diminuem os movimentos peristálticos do intestino, evitando a expulsão dos gases.

Melhora a Síndrome do Intestino Irritável: Pesquisadores da Universidade de Adelaide, da Austrália, concluíram que a hortelã-pimenta ajuda a aliviar os sintomas da Síndrome do Intestino Irritável, Os resultados do estudo mostram como a hortelã ativa um canal anti-dor no cólon, acalmando a irritação inflamatória no trato gastrointestinal.

You might be interested:  Benefícios Da Erva Doce

Ação expectorante: O mentol presente na hortelã se destaca pela ação expectorante. Assim, ajuda no alívio de tosses e congestão nasal, A pessoa pode fazer ou comprar um óleo de hortelã, que deverá ser passado no corpo; ou pode ingerir a hortelã em si ou balas de hortelã. A hortelã pode ser consumida na forma de folhas frescas.

Vale colocá-la na salada, na sopa, como tempero do frango, carne vermelha ou peixe, na água aromatizada, batida com suco de frutas e nos chás. Separe uma colher de sopa de folhas de hortelã. Coloque uma xícara de água para ferver. Quando estiver fervendo, coloque a hortelã e tampe.

Deixe em infusão entre cinco e dez minutos, coe e beba. O melhor horário para consumir este chá é durante a digestão. A orientação é consumir cerca de 50 gramas de folhas de hortelã ao dia, o equivalente a duas colheres de sopa. Alguns estudos preliminares realizados em animais mostraram que a absorção de ferro pelas proteínas sanguíneas foi inibida quando o chá de hortelã-pimenta foi administrado.

Portanto, pessoas com anemia e crianças devem ingerir o alimento com precaução. A hortelã é contraindicada para gestantes, lactantes, pacientes com obstrução dos ductos biliares, pessoas com anemia, crianças menores de dois anos e pessoas com hipersensibilidade ao óleo essencial.

Mini quibe cru com hortelã e pimenta Suchá termogênico com abacaxi, gengibre e hortelã Suco proteico de hortelã-pimenta e maçã Molho de iogurte com hortelã Shake de chocolate com hortelã

Nutricionista Maria Eugênia Gutheil, consultora da Associação Brasileira de Indústria de Alimentos Dietéticos Nutricionista Orion Araújo, especialista em Clínica Funcional e Esporte

Para que serve chá de hortelã-pimenta com limão?

Para que serve o chá de hortelã-pimenta? Descubra os benefícios! O chá de hortelã-pimenta ameniza as inflamações musculares, o inchaço, as dores de cabeça, entre outros fatores (Foto: Pexels / Lisa / CreativeCommons) — Foto: Casa e Jardim Muitos médicos indicam os como um meio de prevenir doenças e aliviar dores, tanto físicas quanto emocionais.

  • O hortelã-pimenta é uma das opções indicadas pelos especialistas. O Dr.
  • Gustavo Patury, médico especialista em aparelho digestivo e referência em cirurgia bariátrica, revela que a planta tem propriedades medicinais e aromáticas, auxiliando no tratamento de problemas no estômago, inflamações musculares, enjoos durante a gravidez, síndrome do intestino irritável, inchaço e,

“No entanto, deve ser consumido com moderação, pois o uso da em excesso pode causar reações alérgicas e irritação estomacal”, alerta o médico. Além disso, segundo, sommelière de chá, terapeuta Ayurveda e colunista de Casa e Jardim, a hortelã-pimenta dispersa o e tem efeito pós digestivo frio. O chá de hortelã-pimenta pode melhorar as dores de garganta e reduzir a vermelhidão dos olhos (Foto: Pexels / Dina / CreativeCommons) — Foto: Casa e Jardim “Psicologicamente, a hortelã inspira e refresca. Limpa todas as formas de estagnação e é usada para tirar o muco do trato e abrir os seios paranasais.

  • Acalma dores de garganta e reduz a vermelhidão dos olhos”, completa a profissional.
  • Se quiser acrescentar algum outro componente para potencializar o efeito ou dar um toque especial no sabor, Rogério Oliveira, nutricionista especialista em, qualidade de vida, emagrecimento e performance, indica colocar, gengibre, erva-doce e erva-cidreira.

“O sabor deste chá é refrescante e levemente adocicado, e costuma agradar o paladar da maioria das pessoas”, comenta Rogério. O limão pode ser uma boa opção para acompanhar o chá de hortelã-pimenta (Foto: Pexels / Charlotte May / CreativeCommons) — Foto: Casa e Jardim Para realizar a infusão, basta deixar as folhas curtindo na fervente por cerca de 5 minutos e logo depois coar.

Qual é o verdadeiro hortelã-pimenta?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Hortelã-pimenta
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Clado : Tracheophyta
Clado : Angiospermae
Clado : Eudicotyledoneae
Clado : Asterídeas
Ordem: Lamiales
Família: Lamiaceae
Gênero: Mentha
Espécies: M. × piperita
Nome binomial
Mentha × piperita L.
Sinónimos
Lista

A hortelã-pimenta ou simplesmente hortelã ( Mentha x piperita ) é uma hortelã híbrida obtida do cruzamento (reprodução sexuada – troca genética) entre Mentha aquatica e Mentha spicata, É usada popularmente como descongestionante nasal, antigripal, vermífuga, digestiva e analgésica,

  1. Usada como condimento na culinária, bem como em infusões, utilizando as folhas da planta.
  2. Possui mentol, substância da classe dos terpenos originalmente extraída do óleo essencial desta espécie.
  3. Esta planta reproduz-se assexuadamente, através das raízes, sem que haja multiplicidade genética, ou seja, os indivíduos são geneticamente iguais entre si, e reproduz-se sexuadamente por meio de sementes, em que existe multiplicidade genética.

Esta espécie é medicinal, e atua em debilidades do estômago, cólicas e vómitos. Do mesmo modo que o alecrim e a cânfora, usa-se para irritações cutâneas e constipações, dores de cabeça e dor de dentes (mastigar a folha). As folhas da hortelã pimenta em chá (infusão), empregam-se contra a insónia e excitação nervosa.

Os talos triturados são eficazes contra picadas de insectos. As folhas frescas em infusão facilitam a digestão. É uma erva verde-intenso e aroma refrescante; é tónica, estimulante e estomacal. Actua sobre os nervos como um sedativo, cura as dores de dentes (uma gota de hortelã-pimenta num algodão sobre a carie), evita pés frios (pondo umas folhas de menta entre os pés e as meias).

Devolve o vigor a todos os órgãos, beneficiando os nervos, o coração, o aparelho digestivo (contra náuseas, fadiga, gases, úlceras), figado e pâncreas. É boa para o aparelho respiratório (tosse, asma, bronquite) e actua nas doenças infecciosas como bactericida e anti-séptico, é anestésica e ao mastigâ-Ia cura dores de gengivas e dentes.

Quem tem gastrite pode tomar chá de hortelã-pimenta?

– Evitar chá preto, chá-mate e chá de hortelã. Se for possível, tome chá de erva- doce ou erva-cidreira, todos os dias. – Evitar chicletes. – Evitar bebidas alcoólicas.

Quem tem pressão alta pode tomar chá de hortelã-pimenta?

Você pode contar com a hortelã (Mentha piperita) na hora de aplacar incômodos no estômago e problemas digestivos sem gravidade. Os óleos que ela contém, sobretudo o mentol e a mentona, relaxam os músculos lisos que revestem o trato intestinal, aliviando cólicas.

Assim, o chá de hortelã se mostra um grande aliado para a saúde. O mentol, por sua ação descongestionante e fluidificadora de muco, é um componente importante em medicamentos para resfriados e tosses. A hortelã também é um excelente ingrediente em tratamentos caseiros contra coceira e irritação na pele.

Um pouco de história Segundo a mitologia grega, quando o deus Hades, ou Plutão, apaixonou-se pela ninfa Minta, a esposa dele, Perséfone, teve um violento ataque de ciúmes e puf! Então, transformou Minta na planta que hoje conhecemos como hortelã, ou menta.

  1. Inspirado pelo romance mitológico, o filósofo grego da Antiguidade Teofrasto deu à erva seu nome botânico, Mentha.
  2. Nos primórdios, os romanos usavam a hortelã como ingrediente culinário, e os gregos, como revigorante, em função muito semelhante à dos sais de cheiro.
  3. Nicholas Culpeper, um grande ervanário inglês do século XVII, considerava a hortelã “excepcionalmente boa” para tratar, mais ou menos, 40 problemas de saúde diferentes.

Por isso, ele costumava recomendar seu uso inclusive para dores de cabeça – em 1994, a eficácia da hortelã para esse fim foi confirmada por um pequeno estudo. Mais de 100 componentes já foram identificados na hortelã. Porém, como acontece com todas as plantas medicinais, sua composição exata varia um pouco, dependendo do local e das condições de cultivo e da variedade da planta – existem centenas de tipos de hortelã.

  1. Em geral, ela contém um óleo volátil chamado mentol, que relaxa espasmos intestinais, alivia dor abdominal e age como descongestionante e analgésico tópico.
  2. Ela também contém os flavonoides rutina, luteolina, hesperidina e eriocitrina, que têm propriedades antivirais e antioxidantes.
  3. Como auxílio à digestão, dificilmente outra erva é páreo para a hortelã, embora poucos estudos clínicos tenham sido feitos com ela.
You might be interested:  Benefícios Do Banho Frio

Entretanto, em vez de estudar a erva em si, a maioria dos estudos se concentrou no óleo de hortelã e em seu poder de aliviar sintomas da síndrome do intestino irritável (SII). Mais recentemente, pesquisadores da Universidade de Ciências Médicas de Teerã dividiram um grupo de 90 pessoas com SII: a um deram placebo e a outro, uma cápsula com revestimento especial e de liberação lenta contendo óleo de hortelã, três vezes ao dia durante oito semanas.

  1. Ao fim do estudo, 14 pessoas que tomaram o óleo de hortelã relataram não sentir mais dor nem desconforto.
  2. Em outro estudo, realizado em Taiwan, os pacientes com SII que tomaram uma cápsula de óleo de hortelã 15 a 30 minutos antes das refeições apresentaram significativa redução no inchaço, nos roncos no estômago e gases.

Em alguns casos, a dor abdominal foi reduzida ou desapareceu totalmente. Hortelã x menta: qual a diferença? A menta e a hortelã são espécies diferentes de plantas do mesmo gênero. Ambas são plantas da família Lamiaceae, do gênero Mentha. Mentha piperita é o nome científico da hortelã e Mentha spicata, o da menta.

  1. Atualmente, existem na natureza entre 25 a 30 espécies naturais de plantas desse gênero, sem contar as que são sintetizadas de forma artificial em laboratório.
  2. As espécies desse gênero comumente cruzam entre si, o que faz com que seja bastante fácil acabar confundindo as duas.
  3. Embora o sabor das duas plantas sejam bastante parecidos, a hortelã costuma ser a mais usada na cozinha, em pratos como o quibe e o tabule, por exemplo.

Em termos visuais, a folha da hortelã costuma parecer mais áspera, com um verde-escuro mais intenso e um caule mais para a cor roxa. Já a menta costuma ter uma folha mais lisa e com um formato um pouco mais pontiagudo. Como plantar hortelã Cultivar hortelã é fácil.

Aliás, facílimo. Especialistas recomendam que se plante essa erva em vasos em vez de canteiros, já que seus pés tendem a dominar todo o espaço. O pé de hortelã gosta de Sol direto ou indireto e de terra argilosa. Use as folhinhas para fazer chá, aromatizar água gelada, salpicar no sorvete ou em vegetais e refogados rápidos.

Benefícios do chá de hortelã Saiba para que serve o chá de hortelã e conheça melhor suas incríveis propriedades logo abaixo: O chá de hortelã apresenta diversas propriedades medicinais, incluindo auxílio na digestão. Auxilia no bom funcionamento do trato digestivo O chá de hortelã pode ajudar a aliviar sintomas de desconfortos digestivos, como gases e indigestão.

  1. Estudos indicam que a hortelã possui propriedades que ajudam a relaxar o sistema digestório e que podem aliviar a dor.
  2. Para pessoas com síndrome do intestino irritável, o chá de hortelã pode apresentar um alívio momentâneo dos sintomas mais desconfortáveis.
  3. Além disso, ele também pode ajudar na contenção de náuseas e vômitos.

Ajuda a aliviar dor de cabeça e enxaqueca Como a hortelã atua como relaxante muscular e analgésico, o chá de hortelã pode ajudar a diminuir certos tipos de dores de cabeça. O mentol presente na hortelã aumenta o fluxo sanguíneo e proporciona uma sensação de resfriamento, possivelmente aliviando a dor.

Ajuda no bom hálito Há um motivo pelo qual a hortelã é um ingrediente e sabor comuns em pastas de dente, enxaguantes bucais e chicletes. Além de seu cheiro agradável, a hortelã tem propriedades antibacterianas que ajudam a matar os germes que causam a placa dental. Manter uma boa higiene bucal, bem como tomar chá de hortelã regularmente, pode ajudar na manutenção do bom hálito.

Alivia sintomas de rinite e sinusite A hortelã tem propriedades antibacterianas, antivirais e anti-inflamatórias. Por causa disso, o chá de hortelã pode combater o entupimento dos seios da face devido a infecções, resfriado comum e alergias. Além disso, pesquisas demonstram que o mentol – um dos compostos ativos da hortelã-pimenta – melhora a percepção do fluxo de ar na cavidade nasal.

Portanto, o vapor do chá de hortelã pode ajudar na sensação de que a respiração está mais fácil. Ajuda a ter mais energia O chá de hortelã pode melhorar os níveis de energia e reduzir a fadiga diurna. Os compostos naturais da hortelã podem ter efeitos benéficos sobre a energia do corpo de uma maneira geral.

A aromaterapia com óleo de hortelã, por exemplo, reduz a incidência de sonolência diurna. O mesmo se aplica ao chá de hortelã. Auxilia no alívio das cólicas menstruais Como a hortelã atua como um relaxante muscular, ela pode aliviar as cólicas menstruais.

Embora o chá de hortelã não tenha sido estudado para esse efeito, foi demonstrado que os compostos da hortelã melhoram os sintomas mais graves do período menstrual. É possível que o chá de hortelã tenha efeitos semelhantes. Quem não deve tomar chá de hortelã Embora seja incomum acabar consumindo muito mentol bebendo chá de hortelã, esta substância não deve ser ingerida por pessoas com certas condições de saúde.

Antes de adicionar o chá de hortelã ao seu dia a dia, é importante conversar com um profissional de saúde caso você apresente algumas das questões listadas abaixo: • Azia: A hortelã pode ajudar na digestão e nas dores de estômago, mas pode piorar o refluxo ácido.

  1. Se você sofre com refluxo ou com azia constante, pode ser bom evitar o chá de hortelã.
  2. Interação medicamentosa: A hortelã pode interagir com certos medicamentos.
  3. O chá de hortelã não deve ser tomado com imunossupressores, uma classe de medicamentos administrada por pacientes transplantados de órgãos.

Também pode reduzir o efeito de medicamentos metabolizados no fígado ou medicamentos que reduzem a acidez estomacal. Alguns estudos mostram que a hortelã também pode baixar a glicose no sangue e a pressão arterial, por isso, o chá não é recomendado para pessoas que tomam medicamentos para diabetes ou com problemas de pressão arterial.

Além disso, pessoas que apresentam pedras nos rins também devem evitar o consumo do chá. A hortelã pode ajudar a promover uma boa função renal, mas não é recomendada para pessoas com pedras nos rins. Por fim, também não é recomendado que mulheres gestante tomem chá de hortelã, por ainda não haver evidências suficientes de que ele é seguro o suficiente para essa condição.

(Fonte: Seleções) Comente, QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA TERÇA-FEIRA! /*–*/

Quais são as vitaminas do hortelã-pimenta?

É rico em Vitamina C, vitamina B e Vitamina D e minerais como Magnésio, Ferro, sódio e Potássio. Benefícios da Hortelã para as funções digestivas: A Hortelã ajuda no fortalecimento dos órgãos digestivos e auxilia em uma digestão eficiente.

Como devo tomar o chá de hortelã-pimenta?

Digestivo e calmante – Em infusão preparar 5 g de folhas e ramos frescos em uma xícara de água. Tomar quatro a cinco xícaras por dia. Mau hálito – Macerar em um litro de vinho branco, 30 gramas de folhas frescas de hortelã. Coar e utilizar a mistura para bochechos, duas vezes ao dia.