Impostos De Renda

Quanto é valor do Imposto de Renda?

Confira abaixo a tabela com o novo cálculo:

Base de cálculo (até maio de 2023 em R$) Alíquota Alíquota
De 1.903,99 até 2.826,65 7,50% 7,50%
De 2.826,66 até 3.751,05 15% 15%
De 3.751,06 até 4.664,68 22,50% 22,50%
Acima de 4.664,68 27,50% 27,50%

Como faço para ver Meu Imposto de Renda?

Como consultar A consulta poderá ser feita na página da Receita Federal na internet. Basta o contribuinte clicar em Meu Imposto de Renda e, em seguida, no botão Consultar a Restituição. Também é possível fazer a consulta no aplicativo da Receita Federal para tablets e smartphones.

Quando vai cair restituição do Imposto de Renda?

A Receita Federal libera hoje, dia 29 de setembro, o pagamento do quinto lote da restituição do Imposto de Renda 2023, A consulta ao 5° lote está disponível na página da Receita Federal desde o dia 22 de setembro. Este é o último lote de pagamentos de 2023.

No quinto lote do Imposto de Renda 2023, estão contemplados 1.261.100 contribuintes. Ao todo, os valores somam R$ 1,9 bilhão. Isso inclui alguns grupos prioritários que ainda não receberam: idosos com idade igual ou superior a 80 anos, os contribuintes entre 60 e 79 anos, as pessoas com deficiência física ou mental ou doença grave, os contribuintes cuja principal fonte de renda é proveniente do magistério, além daqueles que não têm prioridade legal, mas escolheram usar a declaração pré-preenchida ou receber a restituição via Pix.

E, por fim, os não prioritários que enviaram a declaração até 15 de setembro. Confira qual é o cronograma completo de restituição do Imposto de Renda 2023.

Quanto vou receber de restituição de Imposto de Renda 2023?

Como é calculado o reembolso do Imposto de Renda? – O cálculo de restituição do IR considera os tributos pagos pelo contribuinte e os compara com a renda total da pessoa no período de um ano. Para realizá-lo, a Receita Federal também considera todo o dinheiro que foi recebido no período, bem como os tributos dedutíveis – despesas com educação, saúde, pensão alimentícia, dependentes e doações.

Abaixo, você encontra a tabela de descontos definida pelo Fisco com base na renda anual da população. A partir da base e da categoria em que cada contribuinte se insere, a Receita Federal calcula o valor em tributos devido por ele. Quando a declaração é entregue, o próprio órgão verifica se a quantia descontada do contribuinte no decorrer do ano bate com o previsto.

A quantia em reais de tributos pagos menos a quantia em reais de tributos devidos leva ao cálculo de qual o valor da restituição do Imposto de Renda.

Tabela de descontos do Imposto de Renda com base na renda anual do contribuinte
Renda anual Alíquota Valor pago em tributos na declaração do IRPF
até R$ 22.847,76 R$ 0,00
R$ 22.847,77 – R$ 33.919,80 7,5% R$ 1.713,58
de R$ 33.919,81 – R$ 45.012,60 15% R$ 4.257,57
de R$ 45.012,61 – R$ 55.976,16 22,5% R$ 7.633,51
acima de R$ 55.976,16 27,5% R$ 10.432,32

Se um contribuinte ganhar R$ 23 mil por ano e pagar tributos acima de R$ 1.713,58 na hora de declarar o Imposto de Renda, ele, com certeza, receberá uma restituição. Suponha que a renda anual dessa pessoa seja R$ 23 mil e os tributos calculados automaticamente pelo programa do IRPF fiquem em R$ 2.500.

Como saber se você está na malha fina?

Como consultar – Você pode consultar a situação da sua declaração pelo aplicativo “Meu Imposto de Renda” disponível na internet ou para dispositivos móveis (celulares e tablets). No mesmo sistema você pode consultar as suas pendências e verificar o motivo. Basta acessar e clicar no serviço “Pendências de malha”. Acessar meu imposto de renda

You might be interested:  Quais Os Benefícios Do Chá De Erva Doce

Quem recebe o 5 lote do Imposto de Renda 2023?

1.261.100 contribuintes deverão receber valores a partir desta sexta-feira (29) A Receita Federal paga nesta sexta-feira (29) o quinto e último lote da Restituição do Imposto de Renda 2023. O pagamento da restituição é realizado na conta bancária informada na declaração, de forma direta ou por Pix.

Quem recebe o 4 lote do Imposto de Renda 2023?

A Receita Federal paga nesta quinta-feira (31) o quarto lote de restituição do Imposto de Renda 2023. O pagamento deste lote – o penúltimo dos cinco programados – é feito a 6,1 milhões de pessoas (6.118.310, precisamente) na conta informada pelo contributinte na entrega da declaração,

  1. A maioria dos contribuintes que recebem a restituição no quarto lote estão fora do chamado grupo prioritário: 5.761.117 milhões de pessoas que entregaram a declaração até 29 de maio.
  2. O depósito é feito na conta informada pelo contributinte na entrega da declaração do IRPF a partir da meia-noite desta quinta-feira.

Se o dinheiro não cair na conta – a conta informada foi desativada, por exemplo -, os valores vão ficar disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil, Neste caso, o contribuinte poderá reagendar o crédito dos valores pelo Portal BB, acessando o endereço: https://www.bb.com.br/irpf, ou ligando para a Central de Relacionamento BB por meio dos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Quando libera consulta 5 Lote restituição 2023?

Receita Federal abre nesta sexta-feira, 22 de setembro, consulta ao quinto lote de restituição do IRPF 2023 A partir das 10 horas desta sexta-feira (22), o quinto lote de restituição do IRPF 2023 estará disponível para consulta. Esse lote contempla também restituições residuais de exercícios anteriores. O crédito bancário para 1.261.100 contribuintes será realizado no dia 29 de setembro, no valor total de R$ 1.965.610.737,14. Desse total, R$ 507.782.232,72 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade, sendo 7.402 contribuintes idosos acima de 80 anos, 57.572 contribuintes entre 60 e 79 anos, 6.847 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, 19.864 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério e, por fim, 141.577 contribuintes que não possuem prioridade legal, mas que receberam prioridade por terem utilizado a Declaração Pré-preenchida ou optado por receber a restituição via PIX. Foram contemplados ainda 1.027.838 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 15/09/2023. Para saber se a restituição está disponível, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet (), clicar em “Meu Imposto de Renda” e, em seguida, em “”. A página apresenta orientações e os canais de prestação do serviço, permitindo uma consulta simplificada ou uma consulta completa da situação da declaração, por meio do extrato de processamento, acessado no e-CAC. Se identificar alguma pendência na declaração, o contribuinte pode retificar a declaração, corrigindo as informações que porventura estejam equivocadas. A Receita disponibiliza, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que possibilita consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF. O pagamento da restituição é realizado na conta bancária informada na Declaração de Imposto de Renda, de forma direta ou por indicação de chave PIX. Se, por algum motivo, o crédito não for realizado (por exemplo, a conta informada foi desativada), os valores ficarão disponíveis para resgate por até 1 (um) ano no Banco do Brasil. Neste caso, o cidadão poderá reagendar o crédito dos valores de forma simples e rápida pelo Portal BB, acessando o endereço:, ou ligando para a Central de Relacionamento BB por meio dos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos). Caso o contribuinte não resgate o valor de sua restituição no prazo de 1 (um) ano, deverá requerê-lo pelo Portal e-CAC, disponível no site da Receita Federal, acessando o menu Declarações e Demonstrativos > Meu Imposto de Renda e clicando em “Solicitar restituição não resgatada na rede bancária”. MALHA EM NÚMEROS Entre março e setembro deste ano, a Receita Federal recebeu 43.481.995 declarações do IRPF 2023, ano-base 2022. Deste total, 1.366.778 declarações foram retidas em malha fiscal, o que corresponde a 3,1% do total de declarações recebidas.

  1. Do total de declarações retidas em malha:
    1. 954.814 declarações cujo resultado apurado pelo contribuinte é Imposto a Restituir (IAR). O número corresponde a 70% do total de DIRPF retidas;
    2. 386.102 declarações cujo resultado apurado pelo contribuinte é Imposto a Pagar (IAP). O número corresponde a 28% do total de DIRPF retidas;
    3. 25.962 declarações cujo resultado apurado pelo contribuinte é zero, isto é, não há valor de Imposto a Restituir, nem a Pagar. O número corresponde a 2% do total de DIRPF retidas.

    Os principais motivos de retenção em malha fiscal, neste ano de 2023 são:

  • 58,1% – Deduções, sendo as despesas médicas o principal motivo de retenção (42,3% do total de motivos de retenção).
  • 27,6 % – Omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual de titulares e dependentes declarados.
  • 10,0% – Divergências entre os valores de IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) entre o que foi informado na Dirf e o que foi declarado pelas pessoas físicas nas DIRPF.
  • 4,3% – Deduções do Imposto devido, recebimento de rendimentos acumulados e divergência entre os valores declarados de carnê-leão e imposto complementar e os valores efetivamente recolhidos.

: Receita Federal abre nesta sexta-feira, 22 de setembro, consulta ao quinto lote de restituição do IRPF 2023

Quem ganha 6 mil por mês paga Imposto de Renda?

Veja o que muda para cada faixa salarial após a nova isenção do IR, aprovada pelo Congresso Segundo o texto, quem ganha até R$ 2.640 por mês não pagará Imposto de Renda, valor equivalente a dois salários mínimos. Atualmente, esta isenção é de R$ 1.903.

A faixa de isenção subiu para R$ 2.112. Para completar os R$ 2.640 (dois salários mínimos), o governo dará um desconto automático de R$ 528. Com o aumento da isenção, mesmo quem ganha mais de dois salários mínimos será afetado. Isso porque o imposto não é cobrado sobre todo o salário – só incide nos valores que ultrapassam as faixas isentas ou de tributação reduzida.

Por exemplo: quem ganha R$ 4 mil por mês (e se encaixa na faixa 4 ), não paga 22,5% sobre toda a parte tributável do salário. Só sobre a parte acima da isenção. Mas o valor que as faixas salariais vão deduzir a mais mensalmente é pequeno. Confira: Os novos valores já valiam desde maio, quando a medida provisória foi publicada. Câmara aprova MP que reajusta salário mínimo e amplia faixa de isenção do imposto de renda; veja o que está valendo : Veja o que muda para cada faixa salarial após a nova isenção do IR, aprovada pelo Congresso

Quanto é o Imposto de Renda de 100 mil reais?

Você também pode estar perdendo a oportunidade de ‘turbinar’ a sua restituição em 2023 – Não é só o “desconto” de 63% em parte do seu Imposto de Renda que você pode perder ao deixar de investir em previdência privada e nem realizar a declaração completa.

  • Quando você não aplica essa estratégia, você deixa dinheiro na mesa,
  • De acordo com os analistas da Empiricus Research se você ganha R$ 8.300 por mês e não coloca em prática essa estratégia, você perde no mínimo R$ 1.174,05 todos os anos para a Receita Federal.
  • Não acredita? Esses especialistas fizeram duas simulações: Na primeira, temos um contribuinte que ganha R$ 100 mil por ano, não tem dependentes, não tem despesas dedutíveis, não investe em previdência privada e que optou pela declaração simplificada.

Veja o quanto ele receberia de restituição de IR: Fonte: Empiricus Research Na segunda simulação, temos um contribuinte que também ganha R$ 100 mil por ano, não tem despesas dedutíveis, não tem dependentes, mas investe em previdência privada e optou pela declaração completa. Fonte: Empiricus Research Perceba que o contribuinte da segunda simulação recebeu uma restituição maior simplesmente porque investiu em previdência privada e realizou a declaração completa.

O que acontece se cair 50 mil na minha conta?

Mudanças só vão atingir 1% dos poupadores Daniel Lima e Kelly Oliveira Repórteres da Agência Brasil Brasília – As novas regras da caderneta de poupança deixarão isentos os rendimentos de até R$ 250 por mês. Esse valor corresponde ao rendimento mensal calculado em cima de uma caderneta de poupança com saldo de R$ 50 mil.

Na prática, isso significa que nenhum aplicador que tenha menos de R$ 50 mil terá que pagar imposto sobre as cadernetas. Existem atualmente 89,9 milhões de contas de poupança no país, totalizando depósitos de R$ 270 bilhões. No entanto, apenas 3.822 contas têm saldo superior a R$ 1 milhão. As cadernetas Entre R$ 50 mil e R$ 600 são cerca de 601 mil contaspadores.

A retenção do imposto será por CPF (Cadastro de Pessoa Física), para dificultar a abertura de várias contas pelo correntista em diferentes bancos. No caso de várias cadernetas, ou se os dependentes também tiveram contas, será considerada a soma de todos os rendimentos em poupança para a tributação.

  • A retenção na fonte será feita com base na tabela do Imposto Renda (IR).
  • Na declaração anual do IR, o poupador terá que incluir o valor do rendimento para cada mês em que houver ganho acima de R$ 50 mil.
  • As mudanças, que entrarão em vigor em 2010, se forem aprovadas pelo Congresso Nacional, só atingirão 1% dos poupadores, já que 99% das pessoas têm aplicações entre R$ 100 e R$ 50 mil.

Pela regra, toda vez que a taxa básica de juros (Selic) ficar abaixo de 10,50% haverá uma tributação progressiva para quem tem mais de R$ 50 mil. A tributação valerá para o período de rendimento iniciado em janeiro do próximo ano, ou seja, poderá haver recolhimento de imposto na fonte para os rendimentos obtidos a partir de fevereiro.

Para uma taxa Selic de 8,5%, uma pessoa que não tenha outra fonte de rendimento só será tributada se o saldo da poupança for superior a R$ 986 mil. Já um aplicador que tenha renda mensal de R$ 1 mil deverá ser tributado se o saldo da poupança estiver acima de R$ 486 mil. Segundo informações divulgadas pelo Ministério da Fazenda, um exemplo de incidência do imposto seria o caso de um poupador ter R$ 200 mil na aplicação para uma taxa Selic de 8%.

A alíquota do Imposto de Renda incidente caso seria, então, de 27,5%. Como o rendimento mensal seria de R$ 1 mil (5%), o rendimento líquido (após o pagamento do imposto) seria de R$ 876. De acordo com o Ministério da Fazenda, se houver redução da taxa básica de juros neste ano que estimule a migração de outros investimentos para a poupança, o governo poderá reduzir temporariamente a alíquota do Imposto de Renda das demais aplicações.

Quantas vezes é descontado o Imposto de Renda?

Resumindo – O que é Imposto de Renda Retido na Fonte? O Imposto de Renda Retido na Fonte pode ser cobrado de qualquer pessoa física e jurídica, contando que esse contribuinte receba um salário acima do teto estipulado pela Receita Federal. Essa cobrança é feita mensalmente e direto da folha de pagamento do colaborador.

  1. Além disso, pagamentos entre pessoas jurídicas, rendimentos originados por aluguéis e royalties e rendimentos por investimentos também têm os tributos retidos na fonte.
  2. É preciso declarar o Imposto de Renda Retido na Fonte? Sim.
  3. Quando o contribuinte precisa fazer a Declaração do Imposto de Renda, os tributos retidos na fonte também precisam ser declarados.

A exceção acontece quando o imposto é retido em alguns meses esporádicos, mas o contribuinte não é obrigado a fazer a declaração, como acontece quando um trabalhador recebe o 13° salário, por exemplo. Quanto recebo do Imposto retido na fonte? O contribuinte pode receber a restituição do Imposto de Renda Retido na Fonte quando, após a declaração, a Receita Federal concluir que ele pagou mais impostos do que o necessário naquele ano.

Como calcular o valor do imposto?

Como é calculado o imposto por dentro? – O cálculo de impostos “por dentro” pode parecer um pouco complicado à primeira vista, mas a lógica é bem direta. A fórmula geral para o cálculo é:

Preço da operação / (1 – alíquota)

Vamos usar um exemplo para ilustrar isso. Suponha que você tenha um produto que custa R$100,00, e sobre esse produto incide um imposto com alíquota de 20%. Usando a fórmula acima, teremos:

Preço da operação = R$100,00 / (1 – 0,20) Preço da operação = R$ 100 / 0,8 Preço da operação = R$ 125,00

O valor do imposto será então R$ 25. Inclusive, se você pegar o valor de R$ 125,00 multiplicar por 20%, teria o valor de R$ 25 que é exatamente o valor do imposto. Portanto, o cálculo de impostos “por dentro” é uma prática bastante comum, mas que requer um pouco de atenção e compreensão para saber exatamente quanto está sendo pago em impostos. Leia também:

Sistema de emissão de notas fiscais: como escolher o melhor? Como consultar a disponibilidade da Sefaz para NF-e?

Qual é o valor do Imposto de Renda para 2023?

Confira a nova tabela do Imposto de Renda:

Base de Cálculo (R$) Alíquota Parcela a Deduzir do IR (R$)
Até 2.112,00 isento isento
De 2.112,01 até 2.826,65 7,50% 158,4
De 2.826,66 até 3.751,05 15% 370,4
De 3.751,06 até 4.664,68 22,50% 651,73

Qual a tabela regressiva de IR?

Até 180 dias: 22,5%; de 181 a 360 dias: 20%; de 361 a 720 dias: 17,5%; acima de 720 dias: 15%.