Quais Os Benefícios Do Mastruz

Quais são os benefícios de mastruz com Leite?

Mastruz (erva-de-santa-maria): benefícios e como utilizar Especialista consultado Nutrição CRN 43576/SP Adriana Stavro é nutricionista funcional e fitoterapeuta, especialista em Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) pel. i Escrito por Assistente Editorial Redatora especialista em conteúdos sobre saúde, família e alimentação. O mastruz, também conhecido como erva-de-santa-maria, é uma planta subarbustiva com crescimento espontâneo em regiões de clima tropical e subtropical.

Possui folhas alternas e de diferentes tamanhos, com flores pequenas e de cor esbranquiçada. É uma planta medicinal nativa da América Latina, bastante utilizada em regiões brasileiras, como o Nordeste. Em função de seus diversos efeitos terapêuticos, o mastruz foi recentemente incluído na Relação de Plantas Medicinais de Interesse do Sistema Único de Saúde (SUS), o que estimulou mais pesquisas com o objetivo de demonstrar a segurança e a eficácia da planta no tratamento de doenças e no reforço imunológico.

De acordo com Adriana Stavro, nutricionista mestre pelo Centro Universitário São Camilo, a erva-de-santa-maria também é fonte de:

  • Folato: também conhecido como ácido fólico, muito utilizado por gestantes e para melhorar a imunidade;
  • Vitaminas do complexo B: as vitaminas B2 e B6 são usadas para metabolizar enzimas e dar mais energia ao corpo;
  • Monoterpenos: ascaridol, p-cimeno, limoneno e terpineno são excelentes para combater parasitas, como vermes intestinais;
  • Betacaroteno e vitamina A: ambos os compostos têm propriedades que combatem o envelhecimento precoce e melhoram a saúde da pele e dos cabelos;
  • Minerais: cálcio, magnésio, potássio, cobre, ferro, manganês, fósforo, sódio, selênio e zinco.

O mastruz é uma planta rica em compostos antioxidantes, sendo eficaz no combate aos radicais livres produzidos pelo organismo. Além de ser fonte de e vitamina A, ela também contém diversos nutrientes essenciais à saúde. Em função de seu perfil nutricional, o mastruz apresenta as seguintes propriedades, segundo Thaís Carretoni, nutricionista da Amparo Saúde:

  • Propriedades vermífugas;
  • Reforço imunológico;
  • Efeito expectorante;
  • Potencial anti-inflamatório;
  • Potencial digestivo;
  • Propriedades hipotensoras;
  • Propriedades antissépticas;
  • Potencial em prevenir contra a osteoporose.

De acordo com Carretoni, embora o mastruz seja uma planta já reconhecida pelo SUS e amplamente utilizada na medicina tradicional, ainda existem poucos estudos comprovando seus efeitos terapêuticos no corpo humano. Ainda assim, já foram realizados vários estudos com a planta em animais, revelando efeitos terapêuticos importantes. Segundo a especialista, são eles:

  • Ação vermífuga
  • Esta é uma das utilidades mais populares do mastruz e, de acordo com alguns resultados demonstrados por estudos em humanos, o consumo da planta apresenta uma potente ação contra diferentes vermes intestinais, principalmente áscaris e ancilostomídeos.
  • Este efeito se dá pela presença de sua principal substância ativa, o ascaridol, que tem demonstrado eficácia semelhante à de alguns remédios vermífugos de farmácia, como o albendazol.
  • Reforço imunológico

O mastruz é fonte de vitamina C e de antioxidantes flavonoides, nutrientes que ajudam a fortalecer o sistema imunológico. Segundo estudos conduzidos em animais, o uso do extrato de mastruz mostrou-se capaz de regular a produção de algumas células importantes para o sistema imunológico, como os macrófagos e os linfócitos, fortalecendo o sistema imune.

Auxílio no tratamento de problemas respiratórios Devido ao seu efeito expectorante, a erva-de-santa-maria é popularmente utilizada para auxiliar no tratamento de,, resfriado,, e, Em algumas regiões, é comum o consumo de mastruz com leite para auxiliar no tratamento de doenças respiratórias. “Cientificamente, não existem estudos comprovando o efeito isolado desta receita.

O extrato de mastruz por si só é rico em vitamina C e em antioxidantes flavonoides, que trazem benefícios em relação ao reforço do sistema imunológico, além de conter propriedades expectorantes, o que ajuda a eliminar muco”, explica Thaís. Redução de inflamações Outro uso popular do mastruz é o seu uso para aliviar inflamações, p rincipalmente problemas articulares, como a,

Além disso, a planta também traz o potencial de aliviar a dor inerente à inflamação. Essa ação analgésica foi observada no uso do extrato alcoólico da planta, que parece atuar nos receptores NMDA (receptores relacionados com a percepção de dor). Melhora dos sintomas de má digestão Embora ainda não existam trabalhos comprovando o efeito da planta sobre a má digestão, esta é uma de suas utilidades mais populares.

You might be interested:  Salário De Um Bombeiro

De acordo com esta forma de utilização, o chá de mastruz pode ser ingerido depois de grandes refeições com a finalidade de melhorar a digestão, uma vez que demonstra potencial em elevar a produção de suco gástrico. Reduzir a pressão arterial No Marrocos, país do Norte da África, o mastruz é bastante utilizado como coadjuvante no tratamento de,

  1. Ação antiséptica
  2. Tanto a utilização na forma de extratos de mastruz como na forma de óleo essencial tem demonstrado potente ação antimicrobiana capaz de eliminar vários tipos de bactérias, vírus e fungos.
  3. Evitar osteoporose
  4. Em estudos conduzidos com ratos de laboratório, o uso do extrato hidroalcoólico de mastruz apresentou potencial em evitar a perda de densidade óssea, podendo ser utilizado para prevenir a, especialmente em mulheres próximas do período da,
  5. Em 2020, pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e da Secretaria Municipal de Saúde de Itabirito (MG), em conjunto com o Instituto Oswaldo Cruz, publicaram um estudo confirmando a hipótese de que os flavonoides presentes no mastruz poderiam evitar a replicação do novo coronavírus, acelerando a recuperação e a cura da,

A decisão por conduzir este estudo partiu justamente do conhecimento de que tal planta auxilia no tratamento de doenças respiratórias. De acordo com Ana Luisa Duque Vieira, nutricionista da Pineapple Medicina Integrada, os pesquisadores descobriram que os flavonoides presentes no mastruz, como a rutina e a nicotiflorina, apresentaram boa capacidade de inibir as enzimas do vírus.

Todavia, o estudo foi realizado em um modelo computacional e não foi testado em laboratório e nem em organismos vivos. “Por esse motivo, não se conhece qual a dose necessária para o tratamento e nem os possíveis efeitos colaterais. É por isso que nenhum órgão de saúde recomenda o uso de mastruz como forma de tratamento para a COVID-19 até que novos estudos sejam realizados”, ressalta a nutricionista Adriana Stavro.

Os 10 Benefícios do Mastruz Para Saúde! | Dicas de Saúde

Na culinária mexicana, a erva-de-santa-maria costuma ser utilizada como tempero para feijão, carnes, sopas e outras receitas típicas. Porém, no Brasil, o modo mais popular de se beneficiar das propriedades do mastruz é por meio da infusão de suas folhas na preparação de chás.

  1. O chá de mastruz é mais utilizado no tratamento de problemas estomacais.
  2. Além das folhas, as flores e as sementes também podem ser usadas em infusões, misturadas com leite, tintura, xarope, extrato ou essência, segundo Stavro.
  3. Seu modo de uso pode ser interno ou através de compressas.
  4. Outra maneira eficaz de utilização do mastruz é de forma tópica a partir do óleo essencial, que possui ótimas propriedades fotoquímicas e pode ser usado na produção de pomadas e cremes.
You might be interested:  Salário De Um Delegado

“O óleo essencial feito do mastruz também pode ser utilizado na pele e, por ter uma ação emoliente, promove uma melhor cicatrização de feridas. Por ter uma ação antifúngica, melhora possíveis irritações na pele”, aponta Adriana Stavro. Para uso na forma de chá, a nutricionista Adriana Stavro recomenda usar 3g (uma colher de sopa) das folhas em 200mL de água fervente e tomar uma xícara duas vezes ao dia antes das principais refeições.

  1. Na forma de xarope, adiciona-se água fervente a uma xícara de café (50mL) contendo uma colher de sopa (3g) da planta e duas xícaras de café de açúcar, levando-se ao fogo até dissolver o açúcar.
  2. Stavro recomenda a administração de uma colher de sopa três vezes ao dia.
  3. Já para uso externo, na forma de cataplasma, deve-se amassar em um recipiente, três colheres de sopa da planta fresca em um pouco de água até formar uma pasta, aplicando-a, em gaze, sobre a área afetada por duas horas.

Em altas doses, o óleo essencial apresenta grande toxicidade, sobretudo em pessoas debilitadas. Segundo Stavro, os sintomas mais comuns incluem:

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • do Sistema Nervoso Central;
  • Lesões hepáticas e renais (síndrome nefrítico reversível);
  • ;
  • Transtornos visuais;
  • ;
  • Coma;
  • Insuficiência cardiorrespiratória.

“É importante destacar também que a planta não deve ser utilizada para tratamento contínuo, pois seu uso prolongado pode fazer mal ao organismo”, diz Adriana Stavro. O mastruz pode ser comprado em mercados ou em lojas de produtos naturais, na forma natural, como folhas secas, ou na forma de óleos essenciais.

  • Ademais, a planta também pode ser cultivada em casa e utilizada após ser bem higienizada.
  • Em altas doses, as propriedades do mastruz podem atuar alterando o poder de contração dos músculos.
  • Devido a este fator, de acordo com Thaís, considera-se no meio científico que é provável que tal planta possa ter efeito abortivo,

Por isso, seu uso é contraindicado para gestantes.

  • Lactantes, crianças menores de três anos e pessoas com diagnóstico de doenças hepáticas, renais e auditivas também devem evitar a utilização do mastruz, seja de forma interna ou externa.
  • “Por ser considerada uma planta com ação tóxica, principalmente quando usada em doses maiores do que as recomendadas ou por tempo prolongado, deve ser sempre utilizada com orientação de um médico, fitoterapeuta ou de outro profissional de saúde experiente em plantas medicinais”, finaliza a nutricionista Ana Luísa Duque Vieira.
  • Adriana Stavro, nutricionista Funcional e Fitoterapeuta – CRN- 43576
  • Thaís Carretoni, nutricionistas da Amparo Saúde | Rita Saúde
  • Ana Luisa Duque Vieira, nutricionista da Pineapple medicina integrada.

: Mastruz (erva-de-santa-maria): benefícios e como utilizar

Pode tomar mastruz batido no liquidificador?

2. Fortalecer o sistema imune – De acordo com investigações feitas em animais, o uso do extrato de mastruz parece ser capaz de regular a produção de algumas células importantes para a defesa do organismo, como os macrófagos e os linfócitos, fortalecendo o sistema imune.

Quais os benefícios de tomar mastruz todos os dias?

Popularmente, o mastruz é triturado e utilizado como anti-inflamatório e cicatrizante em casos de fraturas e pancadas. O chá ou a infusão das folhas ajudam a aliviar sintomas e combater doenças como reumatismo, sinusite, rinite, gripe e resfriado, catarro e tosse crônica, inflamação da garganta, dor ciática e até asma.

Para que serve mastruz com Leite em jejum?

Número para marcação de consultas, disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local. Atualizado em setembro 2021 Revisão clínica: Manuel Reis Enfermeiro O mastruz é uma planta medicinal, também conhecida por erva de santa maria ou chá mexicano, que é muito utilizada na medicina tradicional para tratar vermes intestinais, má digestão e para fortalecer o sistema imunológico.

Esta planta tem o nome científico de Chenopodium ambrosioides (sinônimo Dysphania ambrosioides ) e é considerada um pequeno arbusto que cresce espontaneamente em terrenos nos arredores de habitações, possuindo folhas alongadas, de diferentes tamanhos, e flores pequenas e de cor esbranquiçada. O mastruz pode ser comprado em alguns mercados ou em lojas de produtos naturais, na sua forma natural, como folhas secas ou sob a forma de óleo essencial.

Por ser considerada uma planta que tem ação tóxica, principalmente quando usada em doses maiores do que as recomendadas ou por tempo prolongado, deve ser sempre utilizada com orientação de um médico, fitoterapeuta ou outro profissional de saúde experiente em plantas medicinais, além de ser aconselhado o uso do chá das folhas, ao invés do óleo essencial, que possui maior concentração das substâncias potencialmente tóxicas.

You might be interested:  Benefícios Do Extrato De Própolis

Quem não pode tomar mastruz com Leite?

Embora o mastruz possua diversos efeitos benéficos para a saúde, ele é contraindicado para gestantes e crianças menores de 2 anos.

Pode beber mastruz com leite todos os dias?

Quem não pode beber, cuidados e precauções – O chá de mastruz é contraindicado para grávidas, lactantes e crianças. O uso excessivo e/ou prolongado da planta pode ser tóxico e causar várias complicações graves. Portanto, todo o consumo de mastruz deve ser supervisionado por um médico.

Para que serve suco de mastruz em jejum?

Número para marcação de consultas, disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local. Atualizado em setembro 2021 Revisão clínica: Manuel Reis Enfermeiro O mastruz é uma planta medicinal, também conhecida por erva de santa maria ou chá mexicano, que é muito utilizada na medicina tradicional para tratar vermes intestinais, má digestão e para fortalecer o sistema imunológico.

Esta planta tem o nome científico de Chenopodium ambrosioides (sinônimo Dysphania ambrosioides ) e é considerada um pequeno arbusto que cresce espontaneamente em terrenos nos arredores de habitações, possuindo folhas alongadas, de diferentes tamanhos, e flores pequenas e de cor esbranquiçada. O mastruz pode ser comprado em alguns mercados ou em lojas de produtos naturais, na sua forma natural, como folhas secas ou sob a forma de óleo essencial.

Por ser considerada uma planta que tem ação tóxica, principalmente quando usada em doses maiores do que as recomendadas ou por tempo prolongado, deve ser sempre utilizada com orientação de um médico, fitoterapeuta ou outro profissional de saúde experiente em plantas medicinais, além de ser aconselhado o uso do chá das folhas, ao invés do óleo essencial, que possui maior concentração das substâncias potencialmente tóxicas.

Quem não pode tomar suco de mastruz?

Embora o mastruz possua diversos efeitos benéficos para a saúde, ele é contraindicado para gestantes e crianças menores de 2 anos.

Qual o melhor horário para tomar suco de mastruz?

Segundo esta forma de utilização, o chá de mastruz pode ser ingerido depois de grandes refeições para melhorar a digestão, pois poderá ser capaz de aumentar a produção de suco gástrico.

Quanto tempo posso tomar mastruz?

Possíveis efeitos colaterais – Os efeitos colaterais do mastruz incluem irritação na pele e mucosas, dor de cabeça, vômitos, náuseas, palpitações, danos no fígado ou nos rins, transtornos visuais e convulsões, caso seja usado em doses maiores do que as recomendadas ou por tempo maior que 3 dias seguidos.

Quantas vezes por dia pode tomar mastruz com leite?

A forma mais comum de utilizar as propriedades do mastruz é com a infusão de suas folhas, preparando um chá: Infusão de mastruz: colocar 1 colher de sopa de folhas secas de mastruz numa xícara de água fervente e deixar repousar por 10 minutos. Depois coar e beber 1/2 ou 1 xícara inteira de manhã por 3 dias.